domingo, 16 de maio de 2010

VACINAÇÃO H1N1

A uma semana de terminar a terceira e última etapa da vacinação contra o vírus Influenza A H1N1, a gripe suína, a estimativa de imunizar pelo menos 80% de cada grupo, preconizada pelo Ministério da Saúde, continua abaixo da meta em Volta Redonda, segundo dados divulgados ontem pelo Setor de Epidemiologia da secretaria municipal de Saúde.

Até agora, foram vacinados 73% das gestantes (2.147), 74% dos adultos entre os 20 e 29 anos (33.560), 18.892 doentes crônicos e 120% das crianças de seis meses a 2 anos (5.820). Na primeira semana da vacinação de pessoas com idade entre 30 e 39 anos foram vacinadas 5.407 indivíduos, o que corresponde a 14% do total esperado desse público. Um total de 65.826 pessoas imunizadas. A vacinação segue até a próxima sexta-feira.

A coordenadora do Setor de Epidemiologia da secretaria municipal de Saúde, Ana Valéria Maia, informou que até o dia 21, quando termina a última etapa da imunização, os profissionais de saúde estarão aplicando a dose da vacina em todos os postos do município, das 7 às 17 horas. "Vale ressaltar que o Cais do Conforto, Aterrado e o também posto de Pronto Atendimento 24 horas da Santa Cruz não estão promovendo a vacinação", lembrou ela.

Ana Valéria informou que é pouco provável que o Ministério da Saúde prorrogue o prazo da campanha e alertou sobre a importância da vacinação. "Não há como prever se o Ministério da Saúde irá prorrogar a vacinação. Por isso é importante que as pessoas que ainda não foram vacinadas compareçam a um posto de saúde para serem imunizadas contra a gripe suína até a próxima sexta-feira", disse Ana Valéria.

Efeitos colaterais

Ana Valéria informou também que os efeitos colaterais esperados da vacina são dor na área da injeção e febre. "Algumas pessoas estão deixando de se vacinar com medo dos efeitos colaterais. Os efeitos existem, mas basta tomar um remédio. Do contrário, se a pessoa não for vacinada, ela está aumentando a sua possibilidade de adoecer. Uma pessoa que apresentou gripe, por exemplo, provavelmente já estava com o vírus da gripe em período de incubação (7 dias) e coincidentemente começou a apresentar os sintomas após ter recebido a dose da vacina. Neste caso a vacina não é a responsável por a pessoa ter ficado adoentada", explicou a coordenadora.

Foto - Felipe Vieira

No final: Próxima semana é a última para quem quiser se vacinar contra a gripe suína

Em BM, imunização de gestantes e jovens não alcança meta

Barra Mansa

De acordo com a enfermeira responsável pela imunização contra a Influenza A H1N1, do Setor de Epidemiologia da secretaria municipal de Saúde de Barra Mansa, América Vanuza Oliveira Leite, a meta de vacinação em Barra Mansa não foi alcançada para as gestantes e para a população de jovens entre 20 e 29 anos.

Segundo dados da secretaria municipal de Saúde, 1.451 gestantes se vacinaram na cidade, ou seja, apenas 68% da população estimada. Entre os jovens de 20 a 29 anos, 73% receberam a vacina, enquanto cerca de 3.798 crianças com idade entre seis meses e dois anos foram vacinadas, totalizando 112% da população. Os dados apontam ainda que 93% dos portadores de doenças crônicas com idade abaixo de 60 anos foram imunizados e 112% da população idosa recebeu a vacina. Os números apontam ainda que, até o momento, apenas 52% da população com idade entre 30 a 39 anos foi imunizada.

De acordo com América Vanuza, aqueles que não se vacinarem até o dia 21 de maio não poderão mais ser imunizados. Segundo ela, não há informação sobre uma possível prorrogação. - A próxima semana será a ultima chance para aqueles que ainda não se vacinaram. Por isso fazemos um apelo para que principalmente as gestantes que ainda não se imunizaram compareçam aos postos de saúde, já que pertencem ao grupo que apresentou maior número de óbito no ano passado.

Outro apelo é que os idosos continuem procurando os postos de saúde para receberem a vacina contra a gripe comum, pois o inverno está chegando e a doença costuma se desenvolver de maneira mais grave na população acima de sessenta anos - afirmou a enfermeira.

Nenhum comentário: