sexta-feira, 20 de junho de 2008

MAIS PROFUNDO QUE O MAR

No silencio da madrugada
onde os sonhos me encantam
não preciso mais sonhar
eu sou apenas esperança
e logo estarei feliz.
Transportei-me para um céu
mais profundo que o mar
com o silencio infinito
que adormece meu coração
e agora no firmamento
Tenho o céu e as estrelas
muito antes de sonhar...
Não sei a resposta certa
que tripudiou meu sentimento
impondo meu modo de viver
que deixou cicatrizes n'alma
se não me fosse permitido
na Paz do meu interior.
No gosto da felicidade
com as contrações de dor
e sem perder a ternura
renasci do mar revolto
com intensidade e dor.

© Geraldo de Azevedo
http://www.sonhodigitalbr.com

Nenhum comentário: