segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

BELAS LEMBRANÇAS

Belas lembranças aprendi a conservar
Viver sentindo as alegrias
que invadem o coração
Vibrando com a vitória das conquistas

Relembro o que fui como criança
sem brinquedo e sem tempo de brincar
Fui crescendo e lutando pela vida
na esperança de um dia ser alguém

No coração uma esperança latente
na mente, imensa vontade de viver
De momento em momento, um fracasso
O sofrimento me envolvia

Conservando o espírito sempre jovem
e acreditando na força do amor
buscando sempre alguém para amar
Orando a Deus todos os dias

Caindo no barranco da tristeza
sem nunca encontrar uma saida
Não dá para esconder os meus espinhos
Como das rosas que se mostram radiosas
Exalando perfume pelos ares

Perfume e cor em gesto de amor
Em meu rosto somente traços de sorriso
E nunca as linhas do pranto e sofrimento
Gravo nos meus olhos o despertar da aurora
Guardo no olhar o brilho das alegrias
e nunca das tristezas.

©Geraldo de Azevedo www.sonhodigitalbr.com

Nenhum comentário: